O Elemento Terra – Renata Pudo

Spread the love

   As pessoas que tem forte o  elemento terra em seu mapa natal pode usufruir de um contato mais intimo com os sentidos físicos e com a realidade do aqui-agora. Com uma grande confiança em seus sentidos e no raciocínio prático, as vezes, deixam de lado suas inspirações. Por serem detentores de uma mente prática trazem consigo a compreensão inata de como o mundo material funciona fazendo com que sejam na maioria das vezes pacientes e tenham uma auto-disciplina invejável. 
   Embora sejam de um elemento considerado passivo ou “receptivo”, este traz consigo a força de resistência e de persistência dando-lhes uma enorme capacidade de cuidarem de si mesmas. Segundo Arroyo pessoas tem forte o elemento terra não são agressivas, contudo falaram sem disfarce quando seus negócios estiverem sendo ameaçados ou quando sua segurança estiver em perigo. Tende a ser cauteloso, premeditado, bastante convencional e invulgamente fidedigno.
  O Elemento Terra em equilíbrio também é constante e realista, com um sólido sistema de valores. Com a terra funcionando em níveis ótimos, as tarefas são realizadas com eficiência e concluídas
  O Elementos Terra em excesso é inflexível e letárgico, lento para pensar e compreender. Indica uma tendência a dormir demais e uma forte resistência à mudança.O estreitamento de visão, diminuiçao da imaginação e preocupação excessiva com aquilo que pode “dar certo”. O corpo e as emoções se tornam tóxicos exigindo uma limpeza constante.
   O Elemento Terra em deficiência resulta em toxicidade em todos os níveis especialmente no corpo. A falta de terra favorece o comportamento irracional indicando alguém que vive totalmente dentro da própria cabeça ou imerso em emoções, pode também ser muito negligente com o corpo como comer, fazer exercícios, fazer repouso em intervalos regulares. 
   Os signos desta natureza são Touro, Virgem e Capricórnio, presentes em todos os mapas natais 
independente do signo solar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *